Imprimir

No tom da canção cearense: do rádio e tv, dos lares e bares na era dos festivais (1963-1979)

Capa do livro No tom da canção cearensePRODUTO ESGOTADO

As décadas de sessenta e setenta, no Brasil, foram as décadas dos festivais. Foi neste período que a TV Excelsior, TV Record e TV Globo começaram a revelar valores musicais novos e modificar de vez o cenário musical brasileiro. Foi para tratar desta época que Wagner Castro escreveu este livro No tom da canção cearense no qual os personagens principais são os músicos do Ceará. Claro que, dentre todos, se destacam três – Fagner, Belchior e Ednardo – ainda que não tomem conta de todas as páginas.

Dividindo os festivais em duas categorias, aqueles que serviam apenas de exibição, não davam prêmios em dinheiro nem a gravação da música em disco, e aqueles que davam tais prêmios e aos quais o autor chama de "competitivos", Wagner Castro, para publicar este livro que, no início, foi uma tese de mestrado, não se serviu apenas de textos, ele incluiu também fotografias ao longo das páginas porque, como ele mesmo explica a certa altura, as fotos que aqui estão neste trabalho foram utilizadas pelo autor não apenas como ilustração aos comentários mas como textos substanciais em que elas falam por elas mesmas com o poder que possuem de contar a sua própria história.

Para aqueles que viveram aquela época, a dos festivais, e para aqueles que só ouviram falar dela, este é um livro indispensável porque fala de um Ceará e de um Brasil diferente deste de hoje que é o resultado daquele que sofreu o golpe militar de 1964 e o decreto presidencial também chamado de AI-5, em 1968.

Dados do Livro

AUTOR: Wagner Castro
PÁGINAS: 292
ISBN: 978-85-7282-292-3
ANO: 2008
(VALOR: R$ 15,00)