Imprimir

Da pandemia à harmonia: um ensaio (versão trilíngue)

Capa do livro Da pandemia à harmoniaA pandemia de Covid-19, nova máscara de Pandora, traz à tona os conflitos mais recônditos e escondidos da existência do ser humano. Obriga-nos a voltar para casa. Para a casa interior; para o lar onde habitamos; para a Mãe Terra, nossa casa comum, e para nosso lar cósmico. Mostra-nos os caminhos de volta às raízes ancestrais e à vida em comunidade. Prenuncia o triunfo da fraternidade, da cooperação sobre o egoísmo e a competitividade. Traz de volta à pauta temas como a necessidade do Estado, conjugada aos limites de sua soberania e à organização social em comunidade.

Revitaliza utopias rumo à conformação de uma economia solidária e a uma declaração dos direitos da Mãe Terra, Pachamama, dos direitos da Natureza. Coloca-nos diante de encruzilhadas que não queremos ver, como, por exemplo, entre o eu e o outro, entre o nacionalismo e a globalização, até o ponto de desvelar o conflito subjacente aos conflitos: a escolha entre Eros e Tânatos, entre a vida e a morte. Esse conflito se torna mais evidente no falso dilema entre a economia e a vida e no drama da escolha de Sofia, vivido por profissionais de saúde, compelidos a selecionar qual paciente receberá os cuidados médicos, insuficientes para todos: um leito de UTI torna-se mundialmente objeto de cobiça prioritário dos enfermos. Com o desvelamento dos conflitos soterrados, o coronamundo, caixa de Pandora, repaginada, traz também consigo a esperança, que clama para soltar-se livremente... Esperança de que, no futuro, cada ser e a humanidade possam despertar do véu da ilusão, que nos mascara de zumbis. Quiçá possamos, no presente pandêmico, libertar-nos do mundo de vários confinamentos em que havíamos escolhido viver antes da pandemia e confiar em trilhar novos caminhos mais humanos. O isolamento social estampa os confins desse mundo criado por nós mesmos. Realça rupturas profundas e mostra a possibilidade de um reset nos estilos de vida e de cocriação de um novo mundo, onde todos os seres possamos viver em harmonia. Um mundo pós-pandemia onde os conflitos desencobertos por ela possam ser superados pela humanidade, em que cada ser possa alcançar a vida em plenitude e todos os seres, humanos e não humanos, sejam sujeitos de direito. A pandemia do novo coronavírus, ao provocar uma freada brusca no mundo, permite a muitas pessoas firmá-la como marco zero para uma vida em harmonia com a Natureza, tal qual defendida pelo programa Harmony with Nature, das Nações Unidas (www.harmonywithnatureun.org). A harmonia presente, esquecida e despercebida nos atos simples e frugais, lembrados por Ana Miranda, de “fabricar vassouras, pianos, abrir cacimbas em aldeias longínquas, limpar as águas do riacho Pajeú”. Redirecionar, com confiança, o olhar do coronavírus para a “harmonia” como a estrela guia da humanidade pode ser o primeiro passo para fazermos algo por ela e pela vida. Descortinam-se, no horizonte, caminhos de subida da pandemia à harmonia...

Este livro está disponível em três idomas: português, inlgês e espanhol

LIVRO DIGITAL: Link para o repositório

Dados da obra

Autor: Germana de Oliveira Moraes
ISBN: 978-65-87371-06-1 (versão brasileira)
978-65-87371-04-7 (versão inglesa)
978-65-87371-05-4 (versão espanhola)
Ano: 2020